4 de jul de 2011

BAIXADA FLUMINENSE TERÁ CENTRO PARA TRATAR USUÁRIOS DE CRACK

Audiência pública, com o secretário Rodrigo Neves, definiu que o dia 13 de agosto terá atividades de enfrentamento ao crack

O secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), Rodrigo Neves, participou na manhã desta quinta-feira, dia 30, de uma audiência pública na Alerj com o tema “A Baixada Fluminense unida em enfrentamento ao crack”, proposta pela Comissão de Assuntos da Criança e do Adolescente e do Idoso da Assembléia Legislativa do Rio, presidida pela deputada estadual Claise Zito (PSDB). O evento reuniu representantes de 13 municípios da Baixada que estão tendo que lidar com o aumento dos usuários de crack, especialmente crianças e adolescentes.

Rodrigo Neves se prontificou a alinhar com os prefeitos a construção de um centro de tratamento para ajudar na reintegração dos usuários de crack na sociedade. O espaço funcionará como um consórcio entre os municípios, modelo semelhante ao que já funciona no Centro Integrado de Atenção e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa, em Belford Roxo, e que reúne mais quatro municípios: Caxias, São João de Meriti, Mesquita e Nova Iguaçu.
 
“Eu vou me esforçar pessoalmente para que este pedido saia efetivamente do papel. A questão do uso das drogas é uma das agendas prioritárias da nossa secretaria, mas é importante que seja uma ação feita em parceria com a própria Alerj, os municípios e a SEASDH para que possamos pensar em estratégias de enfrentamento e não apenas em dar respostas pontuais”, explicou o secretário que adiantou a necessidade de consolidar um sistema de enfrentamento intersetorial que envolveria a Saúde, a Segurança e a os Direitos Humanos.
 
Na reunião ficou decidido também que os municípios, com apoio do governo do estado, vai preparar uma ação conjunta contra o crack no dia 13 de agosto. O evento contará com atividades educativas e de abordagem dos usuários.
 
“A nossa intenção é que a Baixada Fluminense se torne referência no tratamento dos usuários de crack. Por isso, é tão importante que o estado se torne parceiro nessas iniciativas junto com os municípios para que possamos lançar uma campanha eficaz para combater o uso do crack”, explicou a deputada Claise Zito.
 
Rodrigo Neves foi acompanhado da equipe da secretária como a subsecretária executiva, Maria Célia; a subsecretária da Assistência Social e Descentralização da Gestão, Nelma Azeredo e a presidente da Fundação para a Infância e a Adolescência, Teresa Cosentino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário