2 de fev de 2012

O VI Congresso Internacional de Estudos sobre a Diversidade Sexual e de Gênero da ABEH, por deliberação da última assembleia geral realizada em Natal, contará com o tema “Memórias, rumos e perspectivas dos estudos sobre a diversidade sexual e de gênero”. O evento será realizado na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador/BA, dias 1º, 2 e 3 de agosto de 2012, e deve reunir cerca de 500 pessoas, entre palestrantes, apresentadores/as de trabalhos e ouvintes.
Os/as pesquisadores/as reunidos/as na Universidade Federal do Rio Grande do Norte decidiram que é chegada a hora de realizar uma reflexão cuidadosa sobre o “estado da arte” dos estudos já realizados em nosso país e, com isso, apontar as lacunas desses trabalhos e quais são as perspectivas para o futuro. Com base nessa decisão, a diretoria da ABEH, responsável pela organização do VI Congresso, elaborou a programação geral, que contará com a realização de uma conferência de abertura e três grandes mesas redondas, além da apresentação de cerca de 300 artigos, subdivididos em 10 grupos de trabalho (Artes, Comunicação, Educação, Histórias, sociabilidades e etnografias, Literatura, Políticas, Religiões, Saúde, Subjetividades e Direitos). Os artigos apresentados serão selecionados por uma comissão científica composta por 36 doutores/as que estudam há vários anos as sexualidades e os gêneros.
A conferência de abertura terá como tema Apontamentos críticos sobre os estudos da diversidade sexual e de gênero. O objetivo será o de tratar sobre quais foram os principais autor@s e perspectivas teóricas que influenciaram os primeiros estudos sobre a diversidade sexual e de gênero, realizar uma avaliação crítica dessas pesquisas e apontar quais são as perspectivas atuais e futuras dos trabalhos sobre essas temáticas. Para realizar essa conferência, convidamos a pesquisadora Jack/Judith Halberstam (Estados Unidos), autor de vários livros e artigos sobre a diversidade sexual e de gênero. Halberstam é hoje um dos mais produtivos e criativos pesquisadores da área.
A mesa redonda Dos pioneiros aos dias atuais: a trajetória e desafios dos estudos sobre a diversidade sexual e de gênero no Brasil deve refletir sobre quais foram as áreas do saber pioneiras nos estudos sobre a diversidade sexual e de gênero no Brasil e sobre quais as outras áreas que nos últimos anos passaram a estudar a temática. O objetivo é o de pensar sobre se e como @s pesquisador@s têm enfrentado o desafio de realizar trabalhos inter/multi/transdisciplinares. Para compor essa mesa, convidamos os pesquisadores Sérgio Carrara (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e Mário Lugarinho (Universidade de São Paulo) e as pesquisadoras Tânia Swain (Universidade de Brasília) e Berenice Bento (Universidade Federal do Rio Grande do Norte). Tod@s possuem ampla experiência nos estudos da área.
Uma avaliação dos estudos sobre a diversidade sexual e de gênero na América Latina hoje é o tema de outra mesa redonda, que deve realizar uma avaliação mais específica sobre os estudos gays, lésbicos, bi, trans, intersex e queer no Brasil e em demais países da América Latina, apontando quais as maiores contribuições desses estudos e quais serão as perspectivas futuras desses trabalhos. Será composta por Mauro Cabral (pesquisador e ativista intersex da Argentina) e Antônio Marquet (pesquisador e professor no México) e Guilherme Almeida (pesquisador transexual da Universidade do Estado do Rio de Janeiro).
Já na mesa redonda Estudos e políticas para a diversidade sexual e de gênero: colaborações e tensões objetivamos discutir as relações entre os estudos da diversidade sexual e de gênero, os movimentos sociais e as políticas identitárias e pós-identitárias. Participantes confirmados são: Ana Cristina Santos (pesquisadora, ativista e professora da Universidade de Coimbra – Portugal), Elisabeth Vasquez (advogada e uma das fundadoras do Movimento Trans do Equador), Rafael de la Dehasa (pesquisador e professor da Universidade de Nova York – Estados Unidos) e Luiz Mello (professor e pesquisador da Universidade Federal de Goiás).


Nenhum comentário:

Postar um comentário