25 de abr de 2012

Ações para controle da tuberculose na Atenção Básica‏


http://www.unasus.gov.br/CursoTB


Ações para controle da tuberculose na Atenção Básica


Descrição do Curso

Esse curso é resultado de uma parceria entre o Ministério da Saúde e a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). O objetivo da iniciativa é fazer com que médicos e enfermeiros de toda a rede básica do país (de centros de saúde, de postos de saúde e das equipes de saúde da família) aprendam a diagnosticar casos de tuberculose, manejar corretamente e promover atividades de detecção, controle e busca de contatos. A capacitação dos profissionais possibilitará uma redução ainda maior da incidência e da mortalidade pela doença.


Apesar dos grandes avanços que tivemos nos últimos anos, a tuberculose ainda é um grande problema de saúde pública em nosso país. A manutenção do problema acontece, entre outros motivos, porque menos de 60% dos casos são diagnosticados na atenção básica. Ainda é muito frequente no Brasil, infelizmente, que casos de tuberculose só sejam diagnosticados nos prontos-socorros e nas unidades de pronto atendimento (UPAs), quando o paciente já apresenta um quadro mais grave.

O diagnóstico precoce é o primeiro passo para a redução da mortalidade por tuberculose, que ainda é relativamente alta em nosso país. O segundo passo está relacionado ao atendimento: o vínculo entre paciente e atenção básica vai aumentar muito as chances de que ele complete o tratamento, atingindo um percentual de cura elevado. Esta é outra grande estratégia para reduzir a incidência da tuberculose.

Por último, nas ações de vigilância, é importante a realização da busca de contatos. Onde existe um caso de tuberculose, seja no ambiente familiar, no ambiente do trabalho, no ambiente de convivência, provavelmente existem outros casos de tuberculose. Encontrá-los, diagnosticar precocemente e tratá-los significa interromper a cadeia de transmissão e fazer com que a tuberculose se reduza ainda mais no Brasil.

O curso  é composto por módulos, totalmente auto-instrutivo, não há tutores, a pessoa faz diretamente pela internet. Nós acreditamos que ele vai ajudar muito a qualificar a nossa atenção básica, pois oferecerá os conhecimentos necessários para manejar, diagnosticar e tratar um caso de tuberculose.  Assim, esperamos aperfeiçoar ainda mais as ações do nosso programa de tuberculose.
Bem-vindos e bom curso!

Jarbas Barbosa
Secretário de Vigilância em Saúde - Ministério da Saúde

 


O conteúdo do Curso é de responsabilidade da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). 

 

Quem pode se matricular? 

Escolaridade: nível superior
Profissionais de saúde:  médicos e enfermeiros de toda a rede básica do país (de centros de saúde, de postos de saúde e das equipes de saúde da família).
O sistema só efetivará a matrícula se o interessado possuir dados de ocupações no CNES, ativo ou inativo, nas ocupações abaixo. São utilizados os códigos e denominações do Cadastro Brasileiro de Ocupações - CBO:

- ASSISTENTE SOCIAL (251605)
- BIÓLOGOS (2211XX)
- BIOMÉDICOS (2212XX)
- PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO FÍSICA (2241XX)
- ENFERMEIROS (2235XX)
- FARMACÊUTICOS (2234XX)
- FISIOTERAPEUTAS (2236XX)
- FONOAUDIÓLOGOS (2238XX)
- MÉDICOS CLÍNICOS (2251XX)
- MÉDICOS EM ESPECIALIDADES CIRÚRGICAS (2252XX)
- MÉDICOS EM MEDICINA DIAGNÓSTICA E TERAPÊUTICA (2253XX)
- MÉDICO VETERINÁRIO (223305)
- NUTRICIONISTAS (2237XX)
- CIRURGIÕES-DENTISTAS (2232XX)
- PSICÓLOGOS E PSICANALISTAS (2515XX)
- TERAPEUTAS OCUPACIONAIS (2239XX)

ATENÇÃO: A instituição ofertante se reserva ao direito de restringir a matrícula apenas a Médicos e Enfermeiros, de modo prioritário, em caso de excessiva demanda, sendo a ocorrência desta condição extraordinária informada nesta página.

IMPORTANTE: Somente a matrícula formal e o aproveitamento de 100% no curso darão direito à certificação ao final do curso, que será registrada na Plataforma Arouca.

Mesmo que você não se insira no perfil descrito, caso deseje, poderá ter acesso como visitante ao curso e aos seus materiais na íntegra, com a ressalva apenas de que nessa modalidade, não receberá a certificação online. Acesse este curso como visitante em nosso Ambiente Portfólio.


Matrícula no curso

Para efetivar a matrícula são necessários dois passos:


1) Cadastro na Plataforma Arouca


Caso ainda não possua cadastro na Plataforma Arouca, você deve realizá-lo de acordo com as instruções contidas no documento "Cadastro CPA – Guia Rapido.pdf". Caso já tenha realizado o cadastro anteriormente, siga para o passo 2.

ATENÇÃO: O processo de cadastro na Plataforma Arouca só finaliza após a ativação de seu cadastro, por meio da confirmação de seu e-mail.

2) Matrícula no Curso


Após ativar seu cadastro na Plataforma Arouca, clique aqui para realizar a matrícula no curso. Caso solicitado, você deve selecionar "Plataforma Arouca" como seu fornecedor de identidade no momento do aceso ao ambiente de cursos. Todos os dados devem estar preenchidos e corretos, caso encontre alguma dificuldade, entre em contato utilizando nosso Sistema de Suporte Técnico.

ATENÇÃO: O processo de matrícula verificará seus dados de ocupação na Plataforma Arouca e aceitará ou recusará sua matrícula, conforme as regras de matrícula definidas para o curso.

Suporte técnico

Se restar alguma dúvida sobre o processo de cadastramento e registro de interesse, use o nosso Sistema de Suporte Técnico.

 
http://www.unasus.gov.br/CursoTB
 
Roberto Pereira
Coordenação Geral
Centro de Educação Sexual - CEDUS
Membro da Comissão Nacional de Aids - MS
Membro da Executiva do Fórum ONGs Tuberculose - RJ
Av. General Justo, 275 - bloco 1 - 203/ A - Castelo
20021-130 - Rio de Janeiro - RJ - Brasil
 
Cel: (55.21) 9429-4550

Nenhum comentário:

Postar um comentário