17 de set de 2011

 
 
 
“Rogéria e os Astolfos”
 
Artista conta histórias, recebe convidados e canta em seu primeiro
espetáculo no Teatro Clara Nunes.
O ano ela não sabe precisar, mas o cenário está preservado na memória:
a sala de maquiagem da extinta TV Rio. Foi ali que Astolfo Barroso
Pinto, mundialmente conhecido como Rogéria, ouviu de Fernanda
Montenegro o veredito que a levaria a abraçar de vez a carreira
artística.  Fernanda, a grande dama do teatro sentenciou:
“Artista não tem sexo”. Esta é apenas uma das muitas histórias que
Rogéria selecionou para “Rogéria e os Astolfos”, que estréia, dia
13/09, no Teatro Clara Nunes – palco  que pisa pela primeira vez em
seus 68 anos de vida e 48 de carreira.
No roteiro do espetáculo podem entrar desde a consagração, em 1979,
com o Mambembe –  a dobradinhas feitas com grandes nomes do
entreterimento, como Agildo Ribeiro, com quem dividiu por cinco anos o
show “Alta rotatividade”
Rogéria receberá, a cada sessão, um convidado, com quem poderá
cantar ou mesmo entrevistar.
 Por isso a companhia dos Astolfos
(trio de músicos) Rodrigo Revellis (sax) e Paulo Proença (percussão),
capitaneados por Otávio Santos (teclado e direção musical).
A premissa é quebrar a chamada quarta parede do palco e estabelecer um
diálogo direto com o público E a ideia é atualizar o roteiro com
diferentes histórias.
E Rogéria quer, além de contar histórias, cantar e homenagear
seus ídolos.
Vai em anexo o convite da estreia do espetáculo, tb válido para
segunda semana da temporada,  aguardamos todos por lá.....
 
 
Att,
Richardy Boré
76464481

Nenhum comentário:

Postar um comentário